-Objetivos- -Minhas Coleções- -Glossário- -Artigos- -Reportagens- -Notícias- -Universo da Filatelia- -Informações- -Peças Filatélicas- -Material Filatélico- -Mercado Virtual- -Bibliografia- -Aceita um cafezinho?- -Mande um e-mail- -Home-

Classificação dos selos regulares da Emissão "Vovó"

 

           Introdução.

Recentemente decidi reformular a montagem do album de minha coleção do Brasil, utilizando folhas avulsas "Leuchtturm", do tipo com bolsa, pois disponha de um bom estoque com folhas de diversas tiras, variando de 1 a 9.

Considero essas folhas, bem como similares da "Lindner", o melhor material para preparo de um album de acordo com as especificações individuais de cada colecionador. Acrescento uma cartolina bem leve, preta, entre a folha propriamente dita e a bolsa plástica, o que evita a necessidade de usar "Hawid" ou produto similar para destacar o selo.

Na montagem decidi colocar, além da data da emissão e título de cada série os números de catálogo que mais utilizo, ou seja RHM, Yvert, Michel e Scott.

Aproveitei a oportunidade para montar, concomitantemente, um "album virtual" que pudesse vir a servir de base para algum interessado em usar o lay-out que adotei. Nesse album virtual, coloquei as imagens de todos os selos, mesmo as daqueles que não possuo.

Terminei de montar o album referente ao período do Império, conforme pode ser visto clicando no link a seguir, usando imagens dos selos que possuo e algumas outras cedidas pela Filatélica Olho-de-Boi, de Curitiba, a cuja equipe agradeço. No caso de algumas peças, como é o caso dos inclinados de 180, 300 e 600 reis, que infelizmente não integram minha coleção, fiz uma montagem tosca em cima da imagem de selo de valor mais baixo. E nos casos de selos idênticos, diferenciados apenas por filigrana, picote ou tipo de papel, usei a imagem do selo que possuo, ao tratar aqueles que me faltam.

Album de selos do Brasil - 1843 a 1889

Concluída esta etapa, comecei a preparar o álbum referente ao período inicial da República (1º Centenário), ou seja aquele que vai até 31 de julho de 1943, já que em 1º de agosto se completaram 100 anos da emissão da primeira série do Brasil, os "Olhos-de-Bois".

Até então eu não dera muita importância à classificação dos selos das emissões das série de regulares conhecida como "Vovó". Devido à montagem do album nos moldes a que me propus, decidi classificar corretamente, na medida de minha capacidade, os selos que possuo dessa emissão.

E foi aí que empaquei. Embora outras características auxiliem na correta classificação desses selos, em muitos casos é imprescindível identificar a filigrana de cada exemplar.

           Identificação da filigrana de cada selo

Infelizmente, a única maneira segura de identificarmos a maioria dessas filigranas - embora algumas possam ser identificadas a olho nú, contra a luz - é com a utilização, antigamente de benzina, hoje do hexano, produtos altamente voláteis e que causam sérios danos à saúde, se inalados.

Para o filatelista iniciante, é dificil memorizar o aspecto das diversas filigranas, o que me levou a quase destruir o catálogo RHM 2013, devido à necessidade de revirar rápidamente as páginas referentes a esta emissão, nas tentativas de manter visível a filigrana do selo colocado no filigranoscópio. Contudo, frequentemente tive que usar outra - ou outras - dose do produto, que evapora rapidamente, para identificá-la corretamente.

Por isso, decidi montar tabelas que me permitissem dispor instantaneamente das imagens das filigranas possíveis em cada valor dos selos, no momento em que essa imagem aparecesse no selo colocado no filigranoscópio e aplicado o hexano.

Depois de diversas tentativas, verifiquei que a melhor opção seria a de preparar uma tabela para cada valor. Fiz isso, levando em consideração apenas o que considero ser o selo-tipo, sem preocupação com variedades indicadas no catálogo RHM geralmente com uma letra após o número de ordem. Já realizei vários testes e parece-me ter confirmado ser esta uma opção satisfatória.

O acesso a cada tabela, montada com base em descrições, nomenclatura e outros dados, exceto valor de catálogo, constantes dos catálogos RHM 2013 e 1995 e nas imagens das filigranas constantes do catálogo MICHEL, pode ser realizado clicando-se nos links a seguir:

Emissão Vovó - 10 reis

Emissão Vovó - 20 reis

Emissão Vovó - 25 e 40 reis

Emissão Vovó - 50 reis

Emissão Vovó - 80 e 100 reis

Emissão Vovó - 150 e 200 reis

Emissão Vovó - 300 reis

Emissão Vovó - 400 reis

Emissão Vovó - 500 reis

Emissão Vovó - 600 reis

Emissão Vovó - 700 reis

Emissão Vovó - 1.000 reis

Emissão Vovó - 2.000 reis

Emissão Vovó - 5.000 reis

Emissão Vovó - 10.000 reis

Aproveitei a oportunidade para indicar também os números de catálogo Yvert, Michel, e Scott, por serem, dos estrangeiros, os mais utilizados em nosso meio.

É possível, ou melhor, altamente provável, que as tabelas possuam algum erro ou omissão. Agradeço comunicarem-me aqueles que encontrarem para que eu possa efetuar as devidas correções. Para isso, sugiro usar a caixa de diálogo que pode ser acessada no link "Contato" da página inicial deste site.

Mais recentemente, tive noticia de um "Album" preparado pelo filatelista Roberto Aniche, da SPP, para acondicionar todos os selos regulares a partir da série Alegorias Republicanas (10/11/1906-1917). Na parte relativa aos selos desta emissão, são listadas,inclusive, as variedades indicadas no catálogo RHM.

O album indica os números constantes do catálogo enciclopédico do RHM, emitido em 1994/955 em vários volumes, sendo que o Volume II, 1890 a 1966, inclui as imagens coloridas dos selos regulares. Posteriormente, quando da edição de novos catálogos, ocorreram alterações na numeração de alguns desses selos, havendo, portanto, algumas discordâncias de numeração entre as tabelas que preparei e o album em questão.

O Album pode ser acessado através do seguinte link:

Album de selos do Brasil

Agradeço ao Dr. Aniche a autorização para colocação do link.

João Alberto Correia da Silva

          

-Home-
Desenvolvimento: João Alberto Correia da Silva